quarta-feira, 20 de julho de 2016

Traição não é um deslize, é uma opção

Hoje li algo interessante no facebook e comecei a refletir e cheguei a uma conclusão: traição não é deslize, é uma opção. Você não trai ninguém por acaso, porque a bebida contribuiu, porque seu namorado mora em outro estado, porque seus hormônios estão a flor da pele. Não existe nenhum 'porque' que justifique uma traição. Traição é uma opção, não é desvio de caráter, ela não é puta e tampouco ele é safado porque fez isso. Não, não são. São pessoas normais (embora eu ache isso uma puta falta de distúrbio de caráter, mas minha opinião não muda os fatos), que simplesmente decidiram que hoje o companheiro ou a companheira ia ganhar um belo par de chifres.

Simples? Simples.
Bonito? Nem um pouco. 
Ridículo, inclusive.

"Ah, mas o mundo é machista eu posso trair minha namorada porque sou homem."
"Ah, mas ele me traiu e eu vou pagar na mesma moeda"

Se você pensa assim, se ele pensa assim: vocês se merecem.

Vamos a uma historinha curta pra ver se você continua com esse pensamento que trair é legal mas ser traído não é legal:
Você tem uma pessoa interessante ao seu lado. Ela acredita no zodíaco e lá tava escrito que vocês jamais dariam certo. Ela é fã de jorge e mateus, mas pra se situar no seu mundo rock'n roll resolveu aprender as letrar de Metálica, assistir aquele seriado que você é viciado, aprendeu a jogar vídeo game só pra poder ter assunto com você. Atravessou quilômetros de distância pra ficar ao seu lado, se preocupa, tá sempre ali. Essa relação dura o que, uns meses? Beleza, relacionamentos tem dessas coisas de ondulações. Vocês discutiram porque um ex namorado da 5ª série comentou uma foto dela. Você, então, se acha no direito de sair com aqueles amigos má influências (que todos temos, inclusive) e pá: encontra uma mulher gata na balada e resolve trair. Se sentiu ali um macho alpha vingado. Até aí tudo bem, ok?

Do outro lado, sua namorada. Sabe da sua saída e já imagina o que vai acontecer. Prever, inclusive, porque mulher é bicho psicopata. E resolve ligar pra'quela amiga piriguete que você odeia. Mulher quando quer destruir o juízo de um homem, ela consegue: coloca aquela roupa que você odeia e tira várias fotos e passa a noite filmando no snap de como a vida é bela e você não faz falta alguma pra ela. Encontra um carinha mais ou menos na balada e te trai. Se sentiu vingada, a própria dona da porra toda. E aí, tudo bem, ok?

Não. Pra você, a mulher da sua vida virou uma puta.
Pra ela, o homem da sua vida virou mais um cafajeste da lista dos nunca mais quero ver na vida, tá bloqueado, me esquece até nunca mais.

Quem tá errado na história? Os dois. Mal não se paga com mal. Quantos vezes a pessoa que ta do seu lado teve que abrir mão de coisas que gostava, deixou de ir em lugares que amava pra poder ceder e evitar uma briga? Quantos carinhas ela deixou de se relacionar pra tentar algo com você? Quantos mulheres ele dispensou pra ficar contigo? 

Já pensou em se colocar no lugar do outro? E daí se ele te traiu? Termina esse relacionamento abusivo, vive teu luto pós relacionamento ninguém vai me amar jamais serei feliz de novo eu não mereço ninguém socorro vou morrer só e pratica o amor próprio. 

Ninguém merece um relacionamento de aparências. Se deu vontade de trair, trai. Mas antes verifica se a pessoa que está ao seu lado, aceitando você do jeito que você é merece isso tudo. E seja homem/mulher e assuma seu erro. Finalize o que te incomoda. Vai ser feliz. Mas não faça ninguém refém da infelicidade que você pode ocasionar.


2 comentários :

  1. Nunca traí, em compensação fui traída por uma pessoa próxima e te falo nada justifica tal ato. Se a pessoa quer trair porque tem um relacionamento? Não acredito em relacionamentos abertos, o que falta é a empatia. Essa capacidade de se colocar no lugar do outro.
    Aposto se mais pessoas tivessem isso, haveriam menos traições.
    big beijos
    www.luluonthesky.com

    ResponderExcluir
  2. Bom... texto interessante. Discordo de algumas coisas mais outras acho inteiramente plausíveis. Realmente trair é uma opção (ou escolha), seja como for... porém acredito que possa ser uma consequência tbm... Não apenas por uma vingança, mais as vezes por carência, desapego ou sei lá mais o que??? Rsrsrrs assunto para mais de metro... bjo amore... adorei o post.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Volte sempre!
Bjs
@denilzefranca