terça-feira, 20 de outubro de 2015

O príncipe? Que nada! Bacana mesmo é o ogro!

É que a gente tem essa mania meio torta de idealizar o príncipe encantado, né? Culpo minha mãe até hoje por isso. Risos. Essa história de carruagem, cavalo branco, é tudo ingrediente pra gente se iludir, cês não acham? A única verdade dos contos de fadas são as bruxas más, que trazendo pra nossa realidade, são as ladras de boys magyas (que diga-se de passagem, estão bem em falta! Rs). Acho que relacionamento não tem (não deve) ser perfeito como aprendemos quando criança. Relacionamento é tipo uma rosa. Primeiro a gente planta as sementes, rega, ela começa a se desenvolver, depois nasce os espinhos e por último a rosa. Mas os espinhos sempre estão ali, mostrando que o amor é igual a rosa, regando, fica bonito, se não regar, ficam somente os espinhos e a beleza (no caso, a essência do amor) da rosa, começa a perder vida, até secar... até não valer a pena ficar num relacionamento só por ficar.

Melhor conto de fadas.
Ontem, conversando com umas amigas cheguei a conclusão que a base do relacionamento é realmente essa: o regar. Uma das minhas amigas, por exemplo, está em um relacionamento há uns oito anos, se não me engano (se não mais). E o relacionamento, como a maioria, no inicio era aquela paixão ardente, aquele amor surreal, aquela vontade de se ver/falar por 24 horas, aquela vontade de não sair de perto da pessoa. E, por comodismo, o relacionamento foi esquecido de ser regado. Cresceram, amadureceram, começaram faculdade e cada um ía pro seu lado. Em vez de mensagens sem parar por 24 horas, se davam bom dia (quando davam), passavam dois minutos a noite (em vez de duas horas) ao telefone e se viam pessoalmente duas, três vezes ao mês. Era (e ainda é, embora ela não admita) um relacionamento robótico, sabe? Aqueles por obrigação. E eu não acho isso saudável.



Sou, admito ser, uma romântica a moda antiga. Daquelas que manda flores e cartão personalizado. Acho que sou o 'homem' da relação hahhahahahaha. Se os boys não fazem, né gente? Hehehee. Mas acho que são os detalhes que mantém uma relação sólida. Uma rosa no meio do dia, um café da manhã especial. Uma caixa de chocolate. Não esquecer a data de aniversário de namoro. Não esquecer que tem um relacionameno. Já tive alguns relacionamentos a distância e, enquanto duraram, foram ótimos. Não tenho do que reclamar. Nada robótico. Acho que quando se tem diálogo, tudo flui melhor. Tudo se alinha, fica no eixo. Minha amiga, diferente do que ela pensa ser, não é feliz. Quem tá de fora, percebe melhor. Uma relação de aparências não é saudável pra ninguém. Ela se acomodou e acha que do jeito que tá, tá ótimo. Mas, de um dos cliches mais certos do mundo finalizo esse parágrafo: a gente só aprende errando e, mesmo assim, ainda não aprende.

Os detalhes...
E se eu tiver uma filha um dia, podem ter certeza: o único conto de fadas que ela vai assistir é do Shrek e da princesa Fiona. Desde cedo minha filha vai aprender a não se iludir. O príncipe? Que nada! Bacana mesmo é o ogro!

Beijo grande.

4 comentários :

  1. Rsrs... ameiiii, é desse jeito mesmo! Tenho 2 e elas não serão iludidas nãonnão mesmo, não por mim kk.bj flor! !

    amofeminicess.blogspot.com/ adoraria sua visita.

    ResponderExcluir
  2. Rsrs... ameiiii, é desse jeito mesmo! Tenho 2 e elas não serão iludidas nãonnão mesmo, não por mim kk.bj flor! !

    amofeminicess.blogspot.com/ adoraria sua visita.

    ResponderExcluir
  3. "Ladras de boy magias" KKKKK eu ri !
    Gostei bastante do texto, isso de príncipe encantado é uma furada kkkk prefiro o ogro mesmo !
    Homens perfeitos não existem, já os ogros com seus jeitinho babacas nos fazem felizes haha
    Realmente relacionamento de aparências não é saudável !
    Beijos ♡ O Melhor de Mim

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Volte sempre!
Bjs
@denilzefranca